Tudo pelo poder

Com roteiro de George Clooney e Grant Heslow, e direção de George Clooney, o drama político com 101 minutos de duração é baseado na pela Farragut North, de Beau Williamon e o levará a refletir sobre o trabalho em grupo e a formação de equipes.

Somos todos 100% leais? Do que somos capazes para proteger a nós mesmos?  Até que ponto vamos para atender aos nossos próprios interesses? Essas são algumas reflexões a fazer no decorrer do filme que se passa em Des Moines, Iowa, algumas semanas antes de o Partido Democrata escolher seu candidato para concorrer à presidência dos Estados Unidos.
A trama é centrada no idealista assessor de comunicação Stephen Myers, que trabalha na companhia do governador Mike Morris para a escolha do candidato do partido à presidência. Em questão de dias, derrotado no jogo político e por revelações íntimas, o idealismo de Stephen é reduzido a zero.

A trama se desenrola em duas frentes: numa delas, o candidato Morris flerta com um senador cujo apoio, embora moralmente reprovável, ajudaria muito em sua campanha; na outra, Stephen se envolve com Molly, uma voluntária de Iowa, e a relação íntima dos dois desencadeia as tais revelações que diziman o idealismo de Stephen.

Fonte: Os filmes que todo gerente deve ver. (Editora Saraiva).